“Sabia que você é meu tesouro?” – disse eu à princesa, toda carinhosa.

“Não, mamãe, eu não sou tesouro, sou tesoura“. Ah meu Deus, como eu não imaginei??? Afinal, o Bruno é “crianço”, não é “criança”, já me explicava a Elisa na semana passada.

Bem feito, mamãe. Não foi você que começou com essa história de “menino com menino, menina com menina”?, prá ver se rolava tomar banho com a Elisa enquanto o papai (que é dela) ficava um pouquinho só com o Bruno?

Agora vá explicar à sabuga os mistérios da nossa língua portuguesa!

Mas até que não dá prá negar que ela tem um pouco de tesoura na personalidade. Ultimamente, corta qualquer conversa prá perguntar “o que vc tá falando pro papai, mamãe?”…

Anúncios