Não dá prá exigir tanto desse Anjo da Guarda sem um reconhecimento pelo seu trabalho! Sim, dobra o salário dele, ou teremos que contratar um reforço! Ainda mais agora que moramos num sobrado, com direito a piscina e outros acessórios de risco…! Bem na época que a Elisa está naquela fase de escalar e se aventurar onde puder.

Tombo

Ela já sobe e desce sozinha da motoca (ou pelo menos tenta, mas na maior parte das vezes consegue), sobe e senta no meio da mesa de centro da sala, de onde sorri feliz da vida, quer sentar no sofá igual gente grande, sem nossa ajuda, e logo na primeira semana de casa nova foi flagrada no final do primeiro lance da escada, depois de arrastar a caixa que servia de cerquinha improvisada. Haja Anjo da Guarda, gente!!!

Graças a Deus o da Elisa é muito trabalhador, e todas as noites e todas as manhãs a gente reza para ele (eu e ela, durante a troca de fraldas), sem brincadeira, porque isso é coisa séria mesmo.

Foi só uma forma de contar que a Elisa está muito esperta, levada e sapeca. Mas o melhor de tudo é que fala MAMÃE e PAPAI perfeitinho, a coisa mais linda do mundo, quem me dera poder reproduzir aqui o sonzinho da sua voz me chamando… ah, que doçura. Não tem teimosia que resista, e olha que ela não é muito fã de obedecer, aliás, adora fingir que não está ouvindo. O jeito é respirar fundo e buscar muita paciência. Afinal, ficamos tão pouco tempo juntas, vamos ficar “brigando”?! Tudo bem que tem hora que não dá, já me peguei gritando com ela para não pegar as pedrinhas brancas do jardim e espalhar pelo chão da sala, mas também, é uma tentação louca aquelas pedrinhas! Estou quase desistindo e deixando, desde que ela não coloque na boca, claro. Mas dizem que é aí mesmo que a gente erra, porque se é não, é sempre não, e pronto. Ah tá, então. Parece fácil, né?

Anúncios