Voltamos!

Que experiência incrível foi a viagem para Gramado (Serras Gaúchas) com a Elisa, inesquecível para sempre. Há muito para recordar, e que bom termos tirado tantas fotos – nada melhor do que as imagens para compartilhar tudo de bom que vivemos.

Gramado, que já é uma cidade linda, estava deslumbrante ainda em clima de Natal, já que o Natal Luz foi até 11/jan, e assim pudemos inclusive assistir ao Grande Desfile de Natal.

Rua de Gramado decorada para o Natal Luz

Rua de Gramado decorada para o Natal Luz

Rua Coberta, uma das principais atrações de Gramado

Rua Coberta, uma das principais atrações de Gramado

Uma vez lá, aproveitamos para conhecer também o Vale dos Vinhedos e o Caminho das Pedras (em Bento Gonçalves), passamos por Nova Petrópolis, e estivemos em Canela onde aproveitamos os pontos turísticos naturais.
Cachoeira do Caracol, em Canela

Cachoeira do Caracol, em Canela

A bebê foi fantástica, aproveitou tanto quanto nós, e colaborou 100% para fazermos até mais passeios do que pretendíamos, até porque viajamos sem aquela ansiedade de conhecer, experimentar e viver tudo tudo tudo, como costumávamos fazer antes da Elisa, e para mim esse foi o segredo para termos um passeio gratificante, com frustração ZERO. Se você for viajar com seu bebê, pense que qualquer passeio que fizer, é lucro, e assim você não se cobrará tanto, nem a você, nem à sua companhia, nem à bebê, o que tornará tudo mais leve e simples, e a curtição fluirá facilmente. Ah, e aproveite o bebê , lembrando que ele é a principal atração do passeio (não é à toa que metade das nossas fotos da viagem são fotos da Elisa).

Bem, o que tenho para contar é TANTA COISA, que vou priorizar as experiências "logísticas" que nós 3 adquirimos:

No avião , Elisa se divertiu no bercinho, mas só dormiu, mesmo, no colinho da mamãe. A opção do berço é legal para os pais poderem comer, descansar um pouco, mas nem vou comentar os "desencontros" com a TAM para reservar o tal bercinho, até porque já deu tudo certo, então deixa prá lá.

berco_aviao

Nos passeios de carro ela achou o máximo a cadeirinha de "bebê grande" – única opção oferecida pela locadora de veículos que contratamos, que não tinha o "bebê conforto". Eu estava bem receosa, mas depois também adorei porque a Elisa ficava de frente, eu podia ir no banco da frente porque alcançava a bebê para dar aquela assistência básica, e depois de calçarmos o fundo da cadeirinha com uma toalha + um travesseirinho, ficou alta e super confortável:

cadeirinha_carro

Nos aeroportos , ela experimentou as cadeirinhas dos carrinhos para malas:

carrinho_aeroporto

E também o carrinho da TAM, que não deu muito certo porque ela escorregava demais para a frente, mesmo deitada:

carrinho_tam

 Bons mesmo eram os passeios a pé (leia-se de carrinho)!

carrinho

É claro que, muitas vezes, era necessário improvisar , mas o paizão tirou de letra:

carrega_carrinho

E assim Elisa nem sequer comprometeu suas sonecas, bem aproveitadas tanto no carrinho:

soneca_carrinho1

Quanto na cadeirinha do carro: 

soneca_carro

Para proteger a bebê das diferentes condições do clima (vento sempre, sol  durante o dia, e frio à noite), e ainda dar um charme especial à princesa, aderimos ao chapéu :

de_chapeu

E ao gorrinho de lã (com cobertura nas orelhas) – detalhes importantíssimos:

de_gorrinho

Quanto à alimentação, mais tranqüilo impossível, afinal, mamar no peito é fácil, prático, o alimento está sempre perto e pronto, e se a bebê estiver confortável e bem instalada, qualquer lugar é apropriado. E ainda conseguimos conciliar os horários para ela comer frutinha todo dia com a gente no café da manhã do hotel.

Para as trocas de fraldas, Elisa experimentou desde os diveeeeersos trocadores dos aeroportos, restaurantes, parques e vinícolas (como este, da Miolo):

troca_miolo

 Até os mais improvisados, como este, no Parque do Caracol:

troca_no_parque

Sempre alegre, simpática e fofucha, a Elisa deu um brilho todo especial à nossa deliciosa viagem, e teve participação nota 11 na comemoração de 04 anos do nosso casamento , no dia 14 de janeiro, até porque, nesse dia, ela dormiu muito no restaurante e deixou a gente almoçar, e, (o mais importante) à noite dormiu fácil e cedo, êba!

Saímos de Gramado combinados de voltar no Natal de 2011, com a Elisa pronta para entender e maravilhar-se ainda mais com Papai Noel e toda a fantasia do Natal Luz. Até lá, temos muito a recordar, e as mais de 300 fotos ajudam a reviver a atmosfera de infância e magia que Gramado exala nesta época. 

Anúncios